Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore: Polêmicas de bastidores ameaçam futuro da franquia!

Segundo a Variety, o futuro da franquia Animais Fantásticos vai depender do desempenho nas bilheterias de Os Segredos de Dumbledore — terceiro filme do derivado de Harry Potter centrado nos personagens de Eddie Redmayne e Jude Law. Fontes do site dizem que a Warner pode suspender o plano original de a nova série ganhar mais duas continuações, mudança estratégica resultado de polêmicas nos bastidores.

Tais problemas se referem a vários fatores, dentre eles o comportamento de Ezra Miller fora das câmeras. Em 2018, caiu na internet uma gravação do ator aparentemente estrangulando uma fã, e um dia antes do evento de estreia mundial de Animais Fantásticos 3 ele foi preso acusado de assédio e de causar desordem pública — após uma briga em bar no Havaí. As ações podem ainda colocar em risco seu futuro no universo da DC nos cinemas, como o Flash.

Outro caso que marcou a imagem da saga diz respeito a Johnny Depp, ator que interpretou Grindelwald nos dois primeiros longas. Com a aparição de denúncias sobre supostas agressões à sua então esposa, ele foi forçado a deixar a produção do novo filme e em seguida substituído por Mads Mikkelsen.

Além desses, comentários controversos da própria criadora do mundo mágico, J.K. Rowling, ameaçam as continuações. Em suas redes sociais, a autora possui um histórico de dar declarações entendidas como ataques a identidade de gênero, em especial vistas como preconceito contra pessoas trans. Isso faz com que ela quase não apareça em eventos relacionados à franquia, como o especial do HBO Max sobre os 20 anos de Harry Potter.

Essas situações nos bastidores ainda enfrentam outros problemas, como a saída de Ann Sarnoff da presidência da WarnerMedia após a fusão com a Discovery. Dentre as antigas atribuições da executiva, estava a supervisão de conteúdos do universo do famoso bruxo.

Apesar de Animais Fantásticos e Onde Habitam (2016) ter arrecadado US$ 800 milhões nas bilheterias munidas, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald (2018) apresentou uma queda de US$ 150 milhões no valor arrecadado, o que pode ser um começo de sinais de cansaço.

O filme também dificilmente terá um grande sucesso nas bilheterias por conta da pandemia e por não ser lançado na Rússia e em países que aplicam censura a títulos que contenham cenas de homossexualidade — a franquia deixa claro que Dumbledore é gay. Vale também destacar as críticas que a série Animais Fantásticos recebe por parte da mídia e público geral.

Muitos dizem que o derivado falha em conquistar o charme da saga original, ao entregar um enredo confuso, muitos personagens e sem muita conexão com os livros tão amados — o que não justificaria sua existência. No entanto, especialistas da indústria cinematográfica dizem que uma solução para esses problemas seria trazer de volta figuras queridas pelos fãs, como Harry, Ron e Hermione.

Logo, é possível que os planos para com a franquia sejam reavaliados antes de a Warner oficializar novas sequências. Uma das ideias em potencial é adaptar a obra Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, livro situado anos após o fim da saga original e que segue o trio de protagonistas com suas famílias.

Fontes

Deixe um comentário