Após atraso, lançamento do Xiaomi 13 será em 11 de dezembro

As novidades sobre a nova linha premium da Xiaomi serão apresentadas no próximo domingo (11). O lançamento, que estava previsto para 1º de dezembro, passou por um adiamento em decorrência do falecimento do ex-presidente chinês. Agora, com a nova data, o público intensifica as expectativas para conhecer os dois celulares que devem ser anunciados às 8h (horário de Brasília). Tanto o Xiaomi 13 Pro, carro-chefe da marca, quanto a versão mais básica devem contemplar o Snapdragon 8 Gen 2 na ficha técnica.

Os sucessores da linha Xiaomi 12 são motivo de burburinho há várias semanas. Já vazaram, inclusive, imagens em 3D de como seriam os produtos. Os consumidores provavelmente poderão usar Android com a interface MIUI 14, da Xiaomi.

Embora não haja muitas revelações sobre o substituto do Xiaomi 12, a fabricante revelou nas últimas horas uma série de fotos com a renderização oficial dos aparelhos. O restante, no entanto, continua no campo das especulações.

Em termos de ficha técnica, é possível esperar para o Xiaomi 13 uma tela com taxa de atualização de 120 Hz, especificação que deve agradar o público gamer pela fluidez na transição de imagens. Além disso, painel AMOLED e classificação IP68 contra água e poeira também são aspectos que surgem entre os rumores de inclusão no vindouro da fabricante.

Já para o Xiaomi 13 Pro, modelo mais elaborado e caro, a expectativa é que ele repita a receita do Xiaomi 12S Ultra e traga uma lente Sony IMX989 de 1 polegada. Na teleobjetiva, usuários devem encontrar um sensor de 75 mm, com abertura focal de f/2.0 e tecnologia Leica.

Quanto a bateria dos smartphones, o Xiaomi 13 deve ser alimentado por um componente de 4.500 mAh e suporte para carregamento de 67 W. O aparelho Pro, por sua vez, deve investir em 4.820 mAh e carregamento rápido de 120 W. Se as expectativas se confirmarem, os telefones também podem trazer recarga sem fio de 50 W e modalidade reversa de 10 W.

Os antecessores Xiaomi 12 e 12 Pro foram lançados em dezembro de 2021, respectivamente, por 3.699 yuans (R$ 2.765 na conversão direta) e 4.699 yuans (R$ 3.515) no mercado chinês. No Brasil, o Xiaomi 12 chegou meses mais tarde, em maio, por R$ 9.499. Caso sigam os padrões dos mais velhos, é possível ver valores nesta faixa ou até mesmo abaixo disso, segundo projeções de analistas.

Fontes: My Smart Price e GizmoChina

Deixe um comentário