BRB sofre ataque de ransomware e acaba chantageado

O Banco de Brasília (BRB) sofreu um ataque de ransomware na última segunda-feira (03) e lida com chantagem de cibercriminosos durante os últimos três dias. Os atacantes pedem cerca de 50 Bitcoins (BTC) para não vazarem o que foi acessado ao público – 50 BTC, na cotação atual da moeda, equivale a cerca de R$ 5,2 milhões.

De acordo com o cibercriminoso Crydat, que entrou em contato com o TecMundo na tarde de quinta-feira (06), o Banco BRB teria até às 15 horas para realizar o pagamento e não ter as informações vazadas.

O ransomware em questão é o LockBit, uma das versões mais utilizadas pelo cibercrime atualmente. O ransomware age como um sequestrador do mundo virtual. Ele criptografa os arquivos presentes em um sistema (sequestra) e exige um pagamento em criptomoedas para liberação.

Segundo informações de uma fonte anônima, o grupo por trás do ataque é formado por brasileiros e utiliza o ransomware do grupo LockBit como “ransomware as a service”. Ou seja, basicamente o programa malicioso é comprado e utilizado por outra equipe.

Na noite de ontem (05), o BRB postou o seguinte comunicado aos seus clientes: “O BRB informa aos seus clientes que está com intermitência nos sistemas. As equipes de tecnologia estão trabalhando para que o funcionamento seja normalizado o mais rápido possível”.

Atualmente, o caso já é investigado pela Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos da Polícia Civil do Distrito Federal.

Banco BRB

De sociedade de economia mista, o BRB tem como acionista majoritário o Governo do Distrito Federal. Ele foi criado em 10 de dezembro de 1964 e começou a operar em 12 de julho de 1966. Com sua criação, de acordo com o site oficial, era pretendido dotar o Distrito Federal de um agente financeiro que possibilitasse captar recursos necessários para o desenvolvimento da região.

O Banco de Brasília vem em constante ascensão: em dezembro de 2018, fechou o ano com 639 mil clientes, em 2021 já contava com mais de 3,5 milhões pessoas físicas e jurídicas. Além disso, o BRB ficou bem conhecido nacionalmente por sua parceria com o time carioca de futebol Flamengo.

Deixe um comentário