Donos de AirPods pirata levam susto com nova barreira do iPhone

  • Aparelhos genéricos custam menos de R$ 70 em sites que importam produtos da China. Surpresa ocorre desde que o novo iOS foi lançado. Ainda é possível escutar música com dispositivos.

Donos de AirPods pirata estão passando por um verdadeiro susto ao tentar parear os fones de ouvido com o iPhone. Acontece que, com a chegada do novo sistema iOS 16, o celular da Apple passou a dar um alerta de que não é possível “verificar” o aparelho. Ainda assim, é possível conectá-lo e escutar música normalmente.

O assunto movimenta as redes sociais – em especial o TikTok e o Twitter – desde que o novo iOS foi liberado, nesta segunda (12). Ele chegou a entrar nos temas mais lidos desta quarta-feira (14).

A Apple recomenda que os consumidores chequem se realmente estão utilizando um AirPods genuíno. Como se sabe, lojas online estão cheias de aparelhos que lembram o visual do produto da maçã, mas que na verdade são fabricados por terceiros. Normalmente são equipamentos que custam muitíssimo menos.

Em alguns casos, as cópias – principalmente chinesas – conseguiam se passar por AirPods, com o mesmo sistema de pareamento ultraintuitivo da Apple, em que basta aproximar o fone do iPhone para que surja uma tela perguntando se a pessoa deseja parear. Agora não é mais tão simples: o consumidor precisa acessar Ajustes → Bluetooth para selecionar o AirPods pirata.

Parcela dos usuários disse que a bateria ficou pior. Ainda assim, são poucas as queixas de que o AirPods fake parou de funcionar por completo.

A Apple ainda alerta, na documentação oficial, que o AirPods pirata “pode não ter o desempenho esperado”. A recomendação seria para que os clientes vítimas de falsificação buscassem o local onde o produto pirata foi comprado.

O AirPods 3 custa R$ 1.899 na loja oficial da Apple na internet e sai por R$ 1.739 na Amazon. Já um fone de ouvido genérico com o mesmo visual do produto da maçã pode custar menos de R$ 70 em sites que notoriamente importam equipamentos da China.

Deixe um comentário