Elon Musk sugere ‘aliança’ com Kanye West após compra da Parler

Na manhã da última segunda-feira (17), o rapper Kanye West (Ye) anunciou a aquisição da Parler, uma rede social conservadora que parece atrair personalidades como Donald Trump e Jair Bolsonaro. Algumas horas depois, Elon Musk publicou uma mensagem misteriosa sugerindo uma possível “aliança” com West.

Assim como o cantor está comprando uma rede social que busca por mais liberdade de expressão, o CEO da Tesla também pretende aumentar as possibilidades de liberdade quando adquirir o Twitter — ambos buscam o mesmo objetivo, mas Musk está realizando isso em uma escala muito maior.

“Em um mundo onde as opiniões conservadoras são consideradas controversas, nós precisamos ter certeza de que temos o direito de nos expressarmos livremente”, disse Ye.

Juntos pela liberdade

É importante destacar que, segundo o próprio Kanye West, a compra foi realizada por conta do bloqueio dos seus perfis oficiais no Instagram e Twitter. Já Musk, pouco depois da notícia de compra da Parler, apagou o tuíte misterioso de sua conta na rede social.

Em uma das publicações, Musk havia divulgado um meme que remete ao desenho Dragon Ball Z durante uma “fusão”. Na outra, disse: “Fun times ahead”, ou “tempos divertidos pela frente”, em tradução literal.

Vale lembrar que Elon Musk é amigo pessoal de Kanye West e, recentemente, ambos se reuniram para conversar sobre a suspensão do rapper nas redes sociais — o bloqueio das contas aconteceu após Ye compartilhar declarações antissemitas no Instagram e Twitter.

O bilionário e o músico compartilham da mesma ideia de liberdade de expressão e, assim, a mensagem misteriosa apagada pode sugerir que os dois estão formando uma “aliança” para oferecer opções mais libertárias.

Deixe um comentário