iPhones terão 5G “puro” em setembro aqui no Brasil, diz ministro

O ministro das Comunicações Fábio Faria informou que os iPhones deverão receber acesso às redes 5G SA (standalone) no Brasil até setembro deste ano. No início da semana, ele viajou com uma comitiva brasileira à sede da Apple em Palo Alto, nos EUA, para tratar do assunto.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, Faria diz que pediu à Apple que “até o mês de setembro fossem feitas essas atualizações [de software]” para liberar o acesso dos celulares à nova rede. “Eles estão em contato com os engenheiros do Brasil acompanhando os testes”, disse o ministro, citando também que a empresa deverá reportar semanalmente o andamento da solicitação.

Durante o encontro, segundo o ministro, foi discutido com a Apple — e outras empresas do Vale do Silício, ao longo da viagem — sobre programas de perservação ambiental com foco na Amazônia. É esperado que a empresa apresente, também em setembro, a nova linha iPhone 14 e faça o lançamento geral do novo iOS 16, ainda em fase de testes.

O 5G SA, considerada a versão “pura” da tecnologia, utiliza a faixa de 3,5 GHz. Entre os seus benefícios estão as altas taxas de download e upload, atingindo até 1 Gbps, além da baixa latência na conexão.

Atualmente, a Apple oferece em seu portfólio os modelos da linha iPhone 12 e iPhone 13, além do iPhone SE de 3ª geração, compatíveis com o 5G.

Entretanto, por uma limitação de software, os aparelhos só utilizam o 5G NSA (non-standalone), que tem como diferencial uma taxa de latência maior em relação ao 5G SA.

 

O 5G no Brasil

O 5G “real” começou a ser implementado em 6 de julho de julho em Brasília e já está disponível em cinco capitais brasileiras. São Paulo teve a ativação do 5G SA na quinta-feira (7). Também em julho, a tecnologia foi ativada em Porto Alegre, Belo Horizonte e João Pessoa. As próximas capitais que terão o sinal do 5G SA habilitado são Curitiba, Rio de Janeiro, Salvador e Gioânia, mas ainda sem datas definidas.

 

Deixe um comentário