YouTube encerra teste e não vai cobrar por resolução 4K

O YouTube confirmou na noite de ontem (17) que interrompeu a experiência que supostamente restringiria o acesso a vídeos 4K aos seus usuários Premium. A ideia, notada por diversas pessoas e divulgada no Reddit e Twitter, foi definitivamente abandonada pela plataforma.

Os rumores começaram a surgir no início deste mês, quando alguns usuários – que depois se soube serem parte de um grupo selecionado pelo YouTube para testar o bloqueio da resolução 4K atrás de um paywall – começaram a divulgar capturas de tela com o indicativo “Premium” nos vídeos em Ultra HD.

Aparentemente, o movimento visava adicionar um novo recurso que seria exclusivo para os assinantes do YouTube Premium, funcionando como mais uma “atração” para o serviço. No entanto, o benefício retiraria o recurso dos milhões de usuários gratuitos que já acessam a opção desde que ela foi lançada em 2010.

Por que o YouTube decidiu manter liberada a resolução 4K?

O encerramento definitivo da experiência foi oficializado em um tweet divulgado pelo perfil @TeamYouTube na segunda-feira (17). Embora a empresa não informe nenhuma razão para a interrupção do teste e a liberação geral da opção 4K a todos os usuários, têm sido crescentes as manifestações iradas de usuários da plataforma contra os irritantes pop-ups forçando a adesão ao serviço Premium.

Outra publicação no Twitter – em resposta a um usuário japonês questionando a suspensão do 4K – reiterou que o teste chegou mesmo ao fim e ainda enviou um link para avaliação, com a mensagem: “se você tiver alguma opinião sobre este teste, agradeceríamos se você pudesse nos enviar seu feedback no seguinte caminho”.

Com o encerramento da “ameaça” de bloqueio do 4K, o que se espera é que a equipe de marketing do YouTube possa se concentrar em criar atrativos capazes de convencer seus usuários a migrar para o Premium, em vez de retirar benefícios gratuitos de décadas, o que poderia ser percebido como uma espécie de punição.

Deixe um comentário